Emlurb elimina ponto de descarte irregular de lixo na Ilha do Joaneiro


 

 “A coleta acontece. Todos os dias nós vemos o caminhão da Emlurb aqui recolhendo o lixo, mas no dia seguinte o local já está novamente parecendo um lixão, com todo tipo de entulho. Sabemos que isso é um problema de falta de conscientização das pessoas, pois a prefeitura tem feito sua parte.” O relato da diretora da Escola Municipal Santa Cecília, Fernanda Vasconcelos, resume o problema socioambiental que tem causado transtornos aos moradores da comunidade Ilha do Joaneiro, no bairro de Campo Grande, solucionado nesta terça-feira (19/9). A ação para eliminação do ponto crítico de descarte irregular de resíduos foi realizada pela Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), com apoio de moradores e estudantes. 

O espaço que foi transformado em ponto crítico de descarte irregular de lixo fica na esquina das ruas Marcelon de Castro Lima e Alice Gomes, em um muro extenso que cerca um terreno baldio, localizado na frente da Escola Municipal Santa Cecília. No local, estudam 387crianças do ensino fundamental. Com o intuito de mudar este cenário, a comunidade solicitou o apoio da Prefeitura do Recife para acabar de vez com o trantorno e a Emlurb interveio para resolver o problema através do projeto “Meu bairro eu também limpo”, desenvolvido por meio de sua Assessoria Socioambiental (ASA). 

“O trabalho da Emlurb na localidade teve início no começo de setembro, através de encontros e debates para assegurar o apoio e o engajamento de lideranças comunitárias, moradores, pais de alunos e da direção da escola, já que eles eram os maiores interessados na resolução do problema. A partir de então, foi denifido o plano de ação a ser executado”, explica a assessora socioambiental da Emlurb, Jane Correia. 

Os agentes socioambientais da ASA, juntamente com um grupo de alunos e funcionários da escola, realizaram uma ação porta a porta pela comunidade. O grupo distribuiu material informativo, no último dia 18/9, com detalhes sobre o funcionamento da coleta, alertou os moradores sobre importância da destinação correta do lixo para a saúde e bem estar de todos. A ação também contou com a participação de agentes da Secretaria Municipal de Saúde que realizaram o trabalho de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti. Uma equipe da diretoria de limpeza urbana da Emlurb removeu completamente os entulhos existentes no ponto crítico, deixando o local completamente limpo.   

Na manhã desta terça-feira (19), o plantio de mudas de paudarquinho, planta arbustiva que produz flores amarelas, foi realizado pelas crianças da Escola Santa Cecília para simbolizar a transformação de um espaço que estava degradada pelo lixo em um novo jardim que a partir de agora será adotado pelos próprios moradores da comunidade. 

 

“Todos os moradores estão engajados. Nós já combinamos de trazer outras plantas para cá, a gente vai cuidar bem deste espaço. Agora vai ter fiscalização para que ninguém mais jogue lixo nesse muro, até porque não são os moradores daqui da rua que sujam, na verdade ver esta situação, o lixo espalhado pela rua, nos incomoda muito. Durante a noite vem muita gente de fora para despejar todo tipo de entulho aqui. Isso não será mais tolerado. Se alguém for visto, vai ter que dar meia volta com seu lixo”, afirma a dona Edna Nantos de 55 anos, moradora daquela comunidade desde os 15.

Desenvolvido pela